Sisu

Ingressar em uma faculdade pública é o objetivo de muitas pessoas e não é fácil. Para conseguir é preciso muita dedicação para obter uma boa pontuação no Enem, válida para realizar a inscrição no Sisu, que é a principal forma de entrar na universidade pública, portanto as vagas são muito concorridas em todo o Brasil. Nesse artigo você fica sabendo os principais detalhes de como funciona o Sistema de Seleção Unificada.

Marca do Sisu.
Pela seleção do Sisu é possível ingressar em uma faculdade pública.

O Sisu 2019 faz parte dos programas do governo e é gratuito, pois o estudante não paga taxa de inscrição e fica isento das mensalidades. A seleção dos candidatos é feita a partir da nota de corte obtida no Enem. Quem participa tem a possibilidade de se inscrever para instituições públicas (universidades e institutos tecnológicos) de todo o país sem precisar se deslocar para outra cidade/estado para realizar o vestibular.

Com todos esses benefícios, o programa ajuda todos os anos a tornar o ensino mais democrático ampliando o acesso de estudantes, principalmente os de baixa renda, a realizar um curso superior. Além da vivencia acadêmica na possibilidade de ingressar em projetos e extensão, contribuindo assim para ter um rico currículo.

Pelo Sisu, o interessado pode se inscrever a uma das três modalidades de cursos nas faculdades públicas: bacharelado, licenciatura e tecnólogo. No curso de bacharelado o estudante terá a formação generalista com conhecimentos em sua área e profissão, com duração média de 3 a 4 anos e confere o título de bacharel. No curso de licenciatura o estudante terá em sua formação matérias mais especificas relacionadas para aspectos pedagógicos habilitando para atuação como professor. Tem duração média de 4 anos. Já o curso de tecnólogo a formação é mais focado na área e são mais rápidos, com duração de 2 a 3 anos, voltado para aqueles que querem inserir logo no mercado de trabalho.

Instituições públicas de todo o país estão disponíveis pelo Sisu ofertando cursos de graduação semestralmente, algumas com vagas no meio ou início do ano.

Como fazer a inscrição no Sisu?

A inscrição do Sisu deve ser realizada na página do Sisu em uma única etapa gratuita. Antes de se candidatar é importante se atentar para as datas do processo seletivo, divulgadas no site oficial do programa. São liberados o edital e o cronograma com todas as etapas e como proceder em cada uma delas.

Para se inscrever, o candidato deve possuir o número de inscrição e a senha do Enem. O estudante pode selecionar até dois cursos por ordem de preferência, turno, localidade e instituição. Os cursos poderão ser alterados durante o período de inscrição.

O aluno aprovado deve ter atenção aos documentos para a matricula na instituição sinalizados pelo sistema Sisu, conforme o edital. Já para quem não foi aprovado nas opções de chamada regular (primeira chamada, segunda chamada e lista de suplência), pode ingressar na lista de espera Sisu durante o período especificado no cronograma. Para fazer parte da lista de espera, o candidato deverá acessar o sistema em seu boletim, clicar no botão que corresponde à confirmação para participar da lista de espera do Sisu.  

Quem pode participar do Sisu 2019?

O Sisu é aberto para todos que querem ingressar em uma graduação em faculdade pública, desde que tenham feito a última edição do Enem. Para inscrição em determinados cursos, algumas instituições adotam nota mínima, então se a pontuação do Enem não for suficiente para se candidatar, o sistema envia uma mensagem sinalizando. Nesse caso, o candidato pode tentar outro curso ou instituição. 

O Sisu também garante a reserva de vagas para candidatos. Do total de vagas ofertadas, 50% são destinadas à ampla concorrência e 50% são disponibilizadas aos alunos que optarem pela Lei de Cotas. Somente candidatos que cursaram o Ensino Médio integralmente em escola pública, sendo que, metade das vagas serão selecionadas para candidatos com renda familiar bruta inferior a 1,5 salário mínimo por pessoa. Para candidatos com alguma deficiência comprovada ou autodeclarados como preto, pardo ou indígena (PPI), também possuem direito às vagas reservadas, desde que atendam ao critério acima.

Não fui classificado no Sisu. E agora?

Sisu: moça com dúvidas
Além do Sisu, existem outras formas de ingressar na faculdade.

Existem outros programas do governo como as bolsas de estudo integrais e parciais do Prouni e o financiamento do curso superior pelo Fies em faculdades privadas. Também é possível se inscrever em bolsas de estudo de até 70% de desconto nas mensalidades em programas de iniciativa privada que possuem parcerias com faculdades como o Educa Mais Brasil e o Quero Bolsa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *